A necessidade de aprender inglês nos dias atuais tem dado espaço para que novas estratégias sejam feitas visando alcançar um número maior de alunos dentro de um mercado que aos poucos vai ficando concorrido. Como o inglês se tornou uma língua universal, muito importante para pessoas que visam fazer negócios, estudar ou ter algum contato com o exterior, cursos que focam no ensino dessas áreas têm buscado dinâmicas para as mais diversas idades com o objetivo de dar mais agilidade e interação aos cursos, saindo da zona de conforto entre professor e aluno, muito parecido com a didáticas que conhecemos através da escola.

A forma com que eles acharam essa nova estratégia é simples, ao invés de praticar e aprender o inglês de forma passiva, recebendo o conteúdo lecionado pelos professores, os alunos poderão agora ser totalmente ativos nas aulas. Essa atividade tem ganhado fama em dois aspectos. Primeiro o infanto-juvenil, onde são realizados jogos didáticos sobre o inglês. Essas atividades fazem com que os alunos fiquem interessados em aprender a língua inglesa e ajuda bastante na fixação. Existem estudos que comprovam que nossa mente tem facilidade de guardar momentos no qual nós temos prazer em vive-los. Por isso, a estratégia é criar esses bons momentos que fazem com que os alunos tenham o interesse de obter mais sucesso. A segunda forma é a adulta, onde os alunos têm o foco voltado em conversação empresarial, como em atividades de grande importância como uma reunião de negócios. Isso faz com que os alunos já se familiarizam com o que podem encontrar no mercado.

Os números de alunos de cursos de ensino de línguas já passaram da casa dos 700 mil. A tendência é todo brasileiro precise da língua para obter bons resultados em suas carreiras.

Fonte: http://inglespraja.com/como-aprender-ingles-rapido-e-sozinho/

 


read more

Como Escolher um Bom Curso de Inglês?

Com a comunicação via internet encurtando cada vez mais as distâncias, a necessidade de se dominar um idioma estrangeiro vem crescendo, e com isso a oferta de cursos de inglês aumenta também.

Mas muitos dos cursos são preparados por professores sem habilidades pedagógicas, ou as vezes até mal intencionadas. Para não ser persuadido a se matricular em um curso ruim, escrevi esse texto destacando as características de um bom curso de inglês.

1º – Verifique a Certificação do Professor

crop_20151020080744mimzuoclkvMuitos cursos vendem a idéia de que professores fluentes em inglês, ou até estrangeiros, são a melhor forma de aprender.

Porém, muitos desses ditos professores não sabem falar português, o que dificulta na hora do aprendizado, já que ele não vai conseguir te explicar conceitos da língua inglesa sem traçar um paralelo com um que você já conhece.

Outro problema desses casos é que não basta saber a língua para poder ensiná-la, também é preciso ter uma boa didática e falantes fluentes, mas sem formação adequada, não possuem essa habilidade.

2º – Aulas de Conversação

Qualquer curso, seja de línguas ou outra habilidade, deve te dar a chance de treinar o que aprendeu como modo de fixação.

Cursos de inglês que prometem ensinar apenas através de lições e exercícios são pura falcatrua. Se duvida, pergunte para qualquer professor de idiomas se é possível aprender uma língua, ou qualquer atividade, sem praticar.

3º – Material Cotidiano

Cursos de inglês que ensinam a falar um a língua de um modo regrado e engessado formam pessoas que conseguem repetir termos e frases, não falantes fluentes.

Compare com o seu cotidiano, sua fala é cheia de coloquialismo e regionalismo, no dia-a-dia muitas pessoas usam gírias e expressões para se expressar.

Com o inglês não deve ser diferente, o material deve ensinar você a falar e compreender o idioma como se fosse um nativo e em qualquer ocasião, seja um entrevista formal ou uma conversa cotidiana.

Para saber tudo sobre cursos de ingles online e outros, visite o website.


read more